Em Cruzeiro do Sul, os casos de malária aumentaram significativamente, com mais de 1.000 registros de janeiro a maio deste ano. Em 2023, foram 176 casos no mesmo período.

Banner Faz Mais 2 Acre - Foto: Divulgação

Leonísio Messias, coordenador da vigilância entomológica, informou que já foram contabilizados 1.272 casos de malária em 2024. Isso representa um aumento de 8%.

Messias destacou que o período chuvoso contribuiu para o aumento dos casos. Ele afirmou que, apesar dos esforços, houve um acréscimo na incidência da doença.

A Secretaria Municipal de Saúde intensificou ações de combate à malária em bairros de alto, médio e baixo risco, realizando visitas domiciliares e orientando moradores.

Agentes de saúde coletam amostras de moradores com sintomas e, se confirmada a malária, iniciam o tratamento. Esse acompanhamento é crucial para reduzir os casos.

Para prevenir a malária, a população deve aceitar a borrifação, usar mosquiteiros impregnados, procurar unidades de saúde ao sentir sintomas e seguir o tratamento corretamente.

Messias enfatizou a importância da colaboração da população. Ele destacou que a aceitação das orientações e serviços de saúde é fundamental para o sucesso na redução dos casos.