Um terreno com 1,3 mil cobras e um aeroporto bem em frente. É esse cenário que pouca gente imagina quando passa na região do aeropoorto internacional de São Francisco, na Califórnia, Estados Unidos.

Com o progresso da região da península de São Francisco, as serpentes foram expulsas dos seus habitats por cidades, sistemas de agricultura e de transporte. De acordo com o jornal The Guardian, a crise climática também afeta a espécie, que viu o número de presas cair bastante nos últimos anos.

Com essa realidade, o aeroporto internacional de São Francisco decidiu criar um refúgio para esses animais. 

Sobram cobras coloridas com listras azuis, vermelhas, brancas e pretas, as cobras “garter”, consideradas umas das mais bonitas do mundo. E também estão entre as mais ameaçadas. 

Na propriedade, também vivem sapos de patas vermelhas, que passaram a ser um dos petiscos favoritos das cobras.

Um estudo encomendado pelo US Geological Survey e pelo US Fish & Wildlife Service estimou a população das cobras e determinou que o habitat facilitado pelo aeroporto proporcionou o ressurgimento local de uma espécie ameaçada de extinção por décadas.

Um vídeo, em inglês e publicado na internet, explica o trabalho realizado na região americana.