Nesta quinta-feira (16), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu o julgamento que pode cassar o mandato do senador Sérgio Moro(União-PR).

O julgamento foi suspenso por conta do horário, nenhum ministro do TSE registrou voto. Agora, a sessão deverá ser retomado na próxima terça-feira (21).

Caso haja condenação, além de perder o mandato, Moro também ficará inelegível até 2030.

Em abril deste ano, o senador Moro já foi absolvido, por um placar de 5 votos a 2, no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). O julgamento era sobre os mesmo processos.

Entenda a acusação contra o senador

Sérgio Moro é acusado de abuso de poder econômico, uso indevido de meios de comunicação durante a campanha eleitoral de 2022 e caixa dois.

Um dos processos foi apresentado o pelo Partido Liberal (PL), partido do ex-presidente Jair Bolsonaro. O Partido dos Trabalhadores, partido do presidente Lula, também apresentou uma ação.

O TSE afirma que práticas ilícitas ligadas ao uso inadequado de recursos financeiros durante o processo eleitoral para influenciar o resultado das eleições são consideradas abuso de poder econômico.