Dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) apontam que, durante o primeiro trimestre deste ano, 156 pessoas foram vítimas de homicídio em Manaus.

Banner Obras Acre 300x225

O levantamento foi feito pelo Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp). Ele mostra ainda que 78% (121) são de vítimas ligadas ao crime e a principal atividade está relacionada ao tráfico de drogas.

Deste total, 99 foram vítimas de arma de fogo. A SSP afirma que 86 das vítimas de homicídios em Manaus tinham passagem pelo sistema prisional ou boletins de ocorrências registrados contra elas.

O secretário da SSP-AM, coronel Vinícius Almeida, explica que “a maioria dos casos é fruto da disputa entre organizações criminosas e da violação de regras do próprio tráfico”.

De acordo com o levantamento, 16% das vítimas não estavam necessariamente ligadas a práticas criminosas. No entanto, tinham envolvimento em algum tipo de conflito interpessoal específico, seja com familiares ou desconhecidos.

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) segue em investigação para identificar a motivação de 6% dos crimes. Almeida destaca que reunir os dados é importante para o trabalho de combate à criminalidade.

“Em posse dos dados, podemos nortear a atuação das forças de segurança de modo a reduzir os índices na cidade, principalmente os homicídios”, afirma.

Apreensões do tráfico

Um grupo criminoso, composto por cinco colombianos e um amazonense, foi preso com 300 quilos de drogas, entre maconha tipo skunk e cocaína, na última quinta-feira (18).

Parte do material foi apreendido em um condomínio no bairro Tarumã e outro em um estaleiro no bairro Santo Antônio, ambos na zona oeste de Manaus.

*Com informações da assessoria