Formada em teatro pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Isabela Catão compõe o elenco de “Motel Destino”, filme brasileiro que concorre à Palma de Ouro, principal premiação do Festival de Cannes.

Banner Obras Acre 300x225

A caminho do mais importante evento de cinema mundial, ela participou de 12 filmes na carreira. Conseguiu ainda papéis nas três últimas produções nacionais gravadas no Amazonas: “Cabana”, “O Rio do Desejo” e “Pés de Peixe”.

Apesar da projeção nacional, ela não esquece que os alicerces da carreira estão fincados no Amazonas.

“Me formei na UEA, na estadual de teatro, e minha carreira iniciou no Ateliê 23, no teatro, e também trabalhando com outros diretores. Depois, acabei indo mais para o cinema e trabalhando com diretores de cinema de Manaus”, lembra.

Mesmo com a notoriedade que está ganhando ao trabalhar com Karim Aïnouz, renomado diretor do cinema nacional, Isabela já trabalhou em outras produções de alcance, mas não prevê um caminho fácil ao sucesso consolidado.

“Olha, eu não tenho muita perspectiva, não. Porque é muito difícil furar a bolha, sinceramente falando. Acho que o Karim é um dos poucos diretores que olham para os atores, para além de seguidores ou de uma visibilidade blockbuster, entendeu? Então eu acho que indo devagar, fazendo seu trabalho e tentando conseguir”.

Sobre o filme

Isabela faz parte do elenco do filme “Motel Destino”, do cineasta brasileiro Karim Aïnouz, que concorre à Palma de Ouro, principal premiação do Festival de Cannes.

Motel Destino é descrito pela distribuidora Pandora Filmes como um thriller erótico ambientado em um motel de beira de estrada no Ceará, estado natal do diretor. Uma noite, a chegada de um jovem chamado Heraldo transforma em definitivo o cotidiano do local.

O elenco conta com os novatos Iago Xavier e Nataly Rocha como protagonistas. Enquanto isso, Fabio Assunção brilha em um papel coadjuvante.

Isabela Catão concorreu com mais de 500 atores e atrizes. Uma vez conquistada a vaga no elenco, ela seguiu para Beberibe, no interior do Ceará, onde a produção foi filmada. 

“Foram três semanas de estada em Beberibe, que foi a cidade onde a gente filmou, mas eles já estavam filmando antes”, detalha Isabela, sobre sua participação na obra.

Foto: Divulgação/Assessoria