Aderindo à movimentação nacional, servidores técnicos administrativos em Educação (TAEs) e docentes da Educação Básica Técnica e Tecnológica (EBTT) da maioria das unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac) decidiram pelo movimento de greve por tempo indeterminado. A deflagração aconteceu na última terça-feira (2).

banner faz mais - Foto: Reprodução

A adesão ao movimento iniciou neste sábado (6), e segue durante a semana nas unidades de Sena Madureira, Tarauacá, Xapuri, Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Baixada do Sol.

Reivindicações

O movimento nacional reivindica melhorias nas carreiras, nos salários e nos orçamentos das instituições federais de Educação.

Além das pautas nacionais, durante as assembleias ocorridas com os servidores dos campi do Ifac foram levantadas as demandas locais, entre elas: melhorias estruturais, segurança e garantias de recursos para difusão de pesquisas.