Brasil e China assinaram nesta sexta-feira (19) acordo que dobra o prazo de validade de vistos para passaportes comuns entre os dois países, passando de cinco para dez anos.

Banner Obras Acre 300x225

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores disse que ¨A iniciativa facilitará as viagens, incentivará a promoção de negócios e impulsionará o turismo entre os países¨.

A medida integra uma série de acordos e entendimentos que estão sendo feitos entre os dois países, por ocasião da visita do ministro dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China, Wang Yi.

Após ser recebido em um jantar no palácio do Itamaraty pelo ministro Mauro Vieira, Yi seguiu para Fortaleza, nesta sexta, para se reunir com o presidente Lula (PT).

Oficialmente, um dos objetivos do encontro é reforçar a relação entre os dois países, retomada em abril, quando Lula esteve em Pequim.  Uma das pautas da agenda será a posição do Brasil em relação ao movimento separatista de Taiwan.  A gestão petista defende o lema chinês “uma só China”.

Comunicado da chancelaria chinesa informa que a viagem deve servir para “fortalecer a confiança recíproca” entre as nações e “aprofundar a cooperação amistosa e mutuamente benéfica em vários campos”.